02 outubro, 2007

A representação social do cientista

Nas aventuras de Tintim, o professor Girassol (ao lado, tirei o desenho daqui) é a imagem do cientista. Avoado, sonhador, surdo, sentimental, ele vive num mundo à parte mas tem uma curiosidade infinita a respeito deste.

Me lembrei dele agora, quando sentei para anunciar o tema que entra na roda em outubro. O cientista aparece em filmes, quadrinhos, desenhos. Ele habita o imaginário popular sob várias formas, para o bem e para o mal. Acredito que parte da nossa missão seja desmistificar essa figura perante o público leigo.

Vamos lá!

(Quem nunca leu os quadrinhos do Tintim, aproveite agora que a Cia. das Letras está relançando a coleção - eu adoro)


Precisamos de sugestões de temas de discussão! Se puserem nos comentários desta postagem, anotarei para o mês que vem.

Esta roda de ciência está aberta a quem queira participar. Se você é um visitante esporádico, ajude a nos iluminar com seu conhecimento ou opinião. Se quiser publicar um texto como parte da discussão, basta mandar uma mensagem para mariamsguimaraes arroba yahoo ponto com ponto br

25 comentários:

SM disse...

Olá!
Tomei a liberdade de linkar seu blog como um favorito em
http://testadeferro-sm.blogspot.com
Caso desaprove é só dizer e retiro o link, ok?
Parabéns pela qualidade do Roda...

Abraços

Simone

ALLmirante disse...

Einstein desperdiçou várias décadas no afã de unificar a quântica com a relatividade. Tivesse o Grande Relativo tratado da unificação das exatas com, as humanas, teria encurtado o seu e o nosso caminho. Tal unificação é possível, e imperativa, mercê das humanas edificarem uma Babel.
Minha sugestão é de que o site, voltado às ciências, abra as portas para as humanas.
Outrossim, gostaria de perfilar-me sob sua égide. Por favor, link em www.ALLmirante.blogspot.com
Aquele abraço.

Maria Guimarães disse...

Simone, obrigada pelo link.

Almirante, nossas portas estão abertas a todas as áreas de conhecimento e temas de discussão. Se quiser fazer parte desta roda, é só me mandar uma mensagem porque preciso do seu endereço de e-mail para mandar um convite - só temos links para os blogues participantes. Se quiser sugerir temas de discussão, basta pôr um comentário aqui que incluiremos na votação para o próximo mês.

OK disse...

Maria, Sugestao para tema de discussao (ou melhor, postagem). Boas biografias de cientistas (em especial, em portugues)

Kynismós! disse...

É cada comentário tosco...

Silvia Cléa disse...

seguindo o "veio" dos últimos comentários, e já que toda obra é aberta, que tal debatermos sobre um pequeno livro que não foi, mas poderia muito bem ter sido escrito pelos freqüentadores do Roda, (brincadeirinha): "Sobre falar Merda" ou seu título no original "On Bullshit", de Harry G. Frakfurt, por aqui, publicado pela Ed. Intrínseca

Kynismós! disse...

A Silvia Cléa parece que leu meus pensamentos. :)

Isso aqui deveria servir de inspiração para vocês, divulgação e discussões científicas da melhor qualidade diariamente e sem "bullshit".

João Carlos disse...

Krishnamurti:

Agora quem ficou "pastando" fui eu!... Um artigo sobre o "Dia Europeu contra a Pena de Morte"???... E que já começa citando o sanguinário Marquês de Pombal com exemplo?... Em matéria de non-sequitur e bullshit é realmente o máximo!

Você que tanto se bate contra a hipocrisia, poderia atentar para o fato de que, por exemplo, um sujeito inteiramente inocente foi brutalmente assassinado pelas hienas histéricas da "civilizadíssima" Scotland Yard... E que um juizinho do país que produziu Torquemada e Franco pediu ao país que nunca teve vergonha na cara de usar soldados hindús para experiências com gases tóxicos e produziu a "bloody tuesday" na Irlanda do Norte, que extraditasse o malvado ditador Pinochet!...

Em matéria de bullshit e falta de vergonha na cara, os europeus são mesmo insuperáveis!

via gene disse...

Frases como "Isso aqui deveria servir de inspiração para vocês" são mesmo umas pérolas, o sujeito se exclui e critica. Cada um com seu estilo, mas um "Isso aqui *poderia* servir de inspiração para *nós*" seria bem-vindo, mas muito menos provocativo, concordo.
abraços correndo contra o tempo,
ana

Kynismós! disse...

Ué, eu não comento aqui para puxar o saco de ninguém, se não gostam, azar, mas já era de se esperar.

Não vi nada demais no artigo sobre a pena de morte, se for por falta de vergonha na cara somos muito piores, e mesmo assim um artigo não desqualifica os muitos outros excelentes, azar de quem não ler.

OK disse...

Kyni, quando a Ana Claudia disse que vc deveria colocar *nós* em vez de *voces*, foi no sentido de dizer que ja convivemos com vc a tanto tempo que o consideramos parte da turma. Foi uma observacao amigavel dela...

João Carlos disse...

Krishnamurti:

(...)se for por falta de vergonha na cara somos muito piores(...) piores do que quem?... e em que?...

(...)azar de quem não ler. Esqueceu do emoticon fazendo beicinho...

Kynismós! disse...

OK, é ruim hein, eu só critico vocês, já que quase ninguém mais tem coragem de fazê-lo.

João, não se faça de desentendido. Leia o blog português com frequência, é impressionante com eles escrevem bem e publicam coisas úteis.

João Carlos disse...

(...)eu só critico vocês, já que quase ninguém mais tem coragem de fazê-lo.

Coragem??? Por que?... Tem algum "Prêmio Nobel" ou outro tipo de "vaca sagrada" aqui?...

Olha a paranóia, moço!...

Shridhar Jayanthi disse...

Krishna, a questão é a seguinte: não estamos aqui pra competir com o De Rerum Mundi ou com outros blogs, creio eu. Inclusive, acho que ninguém aqui é blogueiro profissional (posso estar errado) e escrevemos o que escrevemos pelo puro prazer da troca de idéias.

Críticas são boas porque elas costumam dar um retorno para que nossos textos se sintonizem com o nosso público-alvo, mas uma crítica desta ordem só teria um tipo de resposta: "vai ler o De Rerum Mundi e não encha o saco". Não digo isto por querer que vc pare de ler este blog, mas para que entenda que existem críticas úteis e críticas inúteis e que a sua se situa na segunda classe.

Kynismós! disse...

Num estou dizendo...

Ué, eu já sou leitor assíduo deles, que também não são blogueiros profissionais e sim cientistas, por isso a comparação, pois lá salta aos olhos a diferença de qualidade e aqui, na maioria dos casos, só sai "bullshit" mesmo se escrevendo escassamente. Vai ver que é porque eles são europeus...

João Carlos disse...

Krishnamurti:

Se você ainda não leu, eu recomendo procurar um livrinho antigo, Franz Fannon, "Os Condenados da Terra". Principalmente a parte em que ele fala do "complexo do colonizado"...

Kynismós! disse...

Rarará

Kynismós! disse...

Puts, cancelaram a publicação da revista "Astronomy Brasil", e assim anda a humanidade em passos de formiga e sem vontade...

Maria Guimarães disse...

O público disposto a pagar por uma revista de divulgação científica é bem escasso. Os que comprariam uma revista de astronomia são uma fração disso, não surpreende que a revista tenha sucumbido.

Kynismós! disse...

Pois é, e enquanto isso a Superinteressante e a Galileu continuam vendendo horrores...

Kynismós! disse...

Oxe, fui trabalhar e quando voltei alguns posts sumiram, será que tunelaram?

Rarará

Lucia Malla disse...

Maria, tenho uma sugestão de tema (q obviamente puxa a sardinha pro lado q gosto): a questão dos mares do planeta.

João Carlos disse...

Apesar de ter até proposto outro tema, "segundão, aí!" para a proposta da Lúcia. (Aguardem um "cartapácio"... :D)

Shridhar Jayanthi disse...

Terceiro voto pelos mares!