20 março, 2009

Ainda a seleção natural



A história do pensamento evolutivo mostra que muitos outros autores quase "chegaram lá" quando o assunto é seleção natural: antes do naturalista escocês Patrick Matthew, (1790-1874) sobre o qual comenta Osame Kinouchi no seu blog SemCiência, no século XVIII, o naturalista, cosmólogo, matemático e enciclopedista Georges Louis de Buffon (1707-1788) havia aventado essa possibilidade no seu monumental Histoire Naturelle (apesar dos escritos desse francês não primarem pela consistência). William Charles Wells (1757-1817) já havia falado de seleção natural na espécie humana, no começo do século XIX (e, inclusive, Charles Darwin (1809-1882) o cita nominalmente no sua obra magna Sobre a origem das espécies). Não só Alfred Russel Wallace, (1823-1913) mas também Henry Walter Bates (1825-1892), trabalhando na Amazônia, chegaram à mesma conclusão de Darwin a respeito do processo evolutivo, especialmente considerando a importância da distribuição geográfica no processo de especiação.

Agora, como aponta o professor Kinouchi, quais são as condições para se reconhecer quando alguém é o "descobridor" de uma idéia?

Continue a ler essa postagem no "Um Longo Argumento".

4 comentários:

João Carlos disse...

Talvez a discussão não deva ser sobre quem primeiro formulou o processo de seleção natural (e, seja quem for o primeiro, o nome de Darwin está indelevelmente ligado ao evolucionismo — da mesma forma como o nome de Cardano está associado à solução das equações cúbicas, em lugar de Tartaglia).

O que me causa mais espanto é que a seleção artificial já vinha sendo praticada por séculos com as espécies domesticadas, sem que se percebesse que estávamos imitando a natureza...

Charles Morphy disse...

Olá, João!
Você está certo quando diz que o nome de Darwin está indelevemente conectado ao evolucionismo. Eu não acho isso errado, apenas penso que as pessoas deveriam perceber que a teoria da evolução, hoje, encontra-se bem distante das idéias originais darwinianas - e, por isso, darwinismo é apenas um dos conjuntos de idéias que compreende o evolucionismo atual.
E realmente é espantoso que uma idéia aparentemente tão simples quanto a seleção natural não tenha sido "descoberta", de fato, antes do século XIX...

João Carlos disse...

Bem colocado, Charles. Aliás, não é só isso que é mal explicado sobre o evolucionismo. Eu pretendo escrever um outro post sobre isso, exatamente do ponto de vista do leigo perplexo ;).

Maria Guimarães disse...

um motivo para que ninguém tivesse atinado com o mecanismo da seleção natural antes foi justamente porque pessoas que poderiam ter feito isso (como wallace e bates) estavam muito ocupados com a ação.
algumas descobertas só se faz pensando com calma, com vagar, com tempo. e com uma enorme cabeça.