29 outubro, 2008

Ciência é ficção?

Como na verdade sou uma ignorante em ficção científica, optei por deturpar o tema. Mas não foi de propósito não, estava tentando descobrir o que poderia dizer e de repente ouvi uma entrevista sobre a ópera "Doctor Atomic" que me fez pensar: sem ficção - sem sonho, sem criatividade - não há ciência.

Leia mais no ciência e idéias

10 comentários:

Carlos Hotta disse...

Adorei o texto, Maria!

Isso me lembra um professor que sempre argumenatva que Watson & Crick inventaram a molécula de DNA.

Inventaram porque nunca a viram. Existiam evidências na época que suportavam seu modelo, mesmo assim não era nada certo.

Imaginação é a base da Ciência. Tanto a Ficção quanto uma boa hipótese começam com um grande "What If?" (o que é o começo de um bom post).

Isis Nóbile Diniz disse...

Sensacional o texto do Luís Fernando Veríssimo. Conheço um médico que afirma que sua profissão é arte. Não basta ter conhecimento teórico, tem que saber reger a orquestra. Ciência é isso, mais que ficção, é arte.

Obs.: Não sou fã da ficção científica, mas não resisto a um bom livro ou ótimo filme. Como exemplos: 1984, Admirável Mundo Novo ou Matrix. Ainda mais que ciência ou arte, é filosofia.

Karl disse...

Se tivesse o talento de Veríssimo, escreveria uma conversa de Deus com Godel. Nessa, acho que Deus ia tomar meia garrafa de um Bala 18!!

Muito bom, Maria!

Maria Guimarães disse...

karl, fiquei curiosa. escreve a conversa, mesmo sem pretensões veríssimas!

Karl disse...

vou tentar e postar no EM.

João Carlos disse...

Hmmm... Parece que eu soei mais sombrio do que pretendia... Mas prometo voltar ao tema com um tom menos funesto!... :D

McFly disse...

Existe um pouco de abuso em dizer que a teoria da relatividade geral é um feito de inspiração - e isso vale pra toda ciência -.

É um bom tema pra se escrever sobre. Escreverei, logo!

Maria Guimarães disse...

mcfly, estou curiosa para saber mais sobre a sua perspectiva.
eu pessoalmente não tenho fundamentos para argumentar. ontem ouvi de um físico/filósofo/historiador da ciência que a teoria da relatividade, de 1905, foi basicamente um juntadão do que já estava dito por outros. o mérito do Einstein foi organizar e expor. Já a relatividade geral, uns anos depois, teria mesmo sido uma contribuição completamente nova.

McFly disse...

Escrevi um monte só pra perceber que havia me esquecido completamente o motivo da discórdia, de ter problamado abuso. O texto do link é bem limpo, mas eu tenho um certo problema - pessoal, até - com a idéia da inspiração: os desavisados misturam muito inspiração e criatividade. Quando tiver mais tempo eu escrevo algo mais bem longo, prometo.

McFly disse...

Qual o trackback deste post? Sou meio verde pra essas coisas... escrevi o famigerado texto, está em http://caducando.wordpress.com/2008/12/24/o-mito-da-inspiracao/