01 abril, 2008

Sobre a ética dos cientistas

Aproveitando a notícia que circulou nos últimos dias sobre o fato de uma ação judicial que foi apresentada na justiça americana para impedir o funcionamento do LHC (Large Hadron Collider), com receio que os cientistas não estejam avaliando os sérios perigos desse equipamento produzir um mini-buraco negro que consumiria todo o nosso planeta, faço um comentário sobre isso no "Por dentro da Ciência". Posto essa informação aqui justamente para discutir se os cientistas realmente pensam nas conseqüências desse experimento, e mais do que isso, se pensam que é uma obrigação ética deles apresentar todos os esclarecimentos necessários?

4 comentários:

João Carlos disse...

O fato desses "preocupados cidadãos de bem" instituírem um processo em uma corte do Hawaii, dá uma boa idéia da extensão de seu discernimento... Segundo o New York Times um dos queixosos, o Sr. Wagner, "estudou física e realizou pesquisas sobre raios cósmicos na Universidade de Berkeley. e recebeu um título de doutorado em Direito pela Universidade do Norte da Cafifórnia, Sacramento". (o grifo é meu)

Não estranha que, apesar de ter "estudado física", o Sr. Wagner tenha se formado em Direito, notadamente quando se fala que ele "pesquisou raios cósmicos" (que têm energias maiores do que as que se espera gerar no LHC).

Depois, quando uma Susan Jacoby fala na "estupidificação da América", é taxada de "elitista".

Adilson J A de Oliveira disse...

Caro João Carlos,

Exatamente esse ponto que eu considero importante. Alguma falácias podem se transformar em verdades para muitas pessoas. Bem lembrado o fato que os raios cósmicos são muito mais energéticos que os experimentos do LHC ( e nenhum buraco negro caiu sobre a nossa cabeça)

OK disse...

Na verdade uma das hipoteses para explicar a explosao em Tunguska é a colisão da Terra com um miniburaco negro... ahahahahah
Do New Scientist:

http://www.newscientist.com/article/dn4446-exploding-black-holes-rain-down-on-earth.html

In 1972, the Andean detector registered a mysterious signal. In contrast to a normal cosmic-ray collision, the cascade was unusually rich in charged, quark-based particles and far more particles turned up in the bottom part of the detector than in the top part. It was dubbed a "Centauro" event, because it looked like a little head on a surprisingly big body, like the half-man half-horse centaurs of mythology.

Since then, the detectors in Bolivia and Tajikistan have clocked up more than 40 Centauro-like events. Several explanations have been suggested: they might arise when hypothetical nuggets of strange-type quarks hit the detectors, or if the strong force between particles behaves unexpectedly when they have enormously high energies.

Natural explanation
But exploding black holes also fit the bill. The team has worked out what signal a detector should see if a cosmic ray creates a mini black hole that explodes nearby. The researchers' prediction is consistent with the Centauro-like events.

"We might be wrong, but it looks to us more natural than all other existing explanations," says Tomaras. The team hopes that detailed analysis of future Centauro-like events, as well as computer simulations of mini black holes exploding, will help to resolve the issue.

If they are right, the consequences would be stunning. As well as proving that tiny black holes exist, it would unveil hidden dimensions in our universe.

It would also show that the CERN particle physics laboratory near Geneva will soon be able to churn out black holes to order. Particle collisions at the Large Hadron Collider, due to start in 2007, would have enough energy to create thousands of black holes every day.

Em todo caso, existe um filme de FC sobre esse tema (criação de um buraco negro em laboratório) que toca em tais dilemas éticos (caso algum dia existirem), mas não achei a referencia...

Outras referencias aqui (;´)):
http://casa.colorado.edu/~ajsh/astr2030_03/bhmovies.html

Daniel Doro Ferrante disse...

Osame,

Tudo o que eu tenho a dizer sobre o New Scientist é:

· A Plea to Save New Scientist.

A coisa não anda boa por aquelas bandas há tempos... de fazer inveja à SuperInteressante! :_(

[]'s.